sábado, 24 de maio de 2008

Confirmação e Pontuacão - 8


O Faustino
8B, R. A Gazeta de Oeiras
2780-171 Oeiras
telefone 21 441 77 47
Encerra ao Domingo.


snap map

  • Duas salas separadas por porta; de decoração, nada de especial a assinalar. Mas: guardanapos de pano; televisão desligada (na sala para fumadores, na outra, pimba); bom serviço, rápido e atencioso.
  • Tem janelas, mas pouco se vê das ditas... e, se se visse, naquele sítio, digamos que a paisagem não seria lá grande coisa. Definitivamente, aquilo é um sítio para se comer, não para ver as vistas.
  • Não tocamos nas entradas (presunto, com bom aspecto), porque já me tinham dito que ali as doses não são para piscos. Para mim, bife de carne argentina ("Angus", 11,50 €); pareceu-me boa escolha, não sei bem porquê; para ela, "tachinho de gambas com ameijoas" (11,90 €); também não sei porquê, pareceu-me má escolha, mas cada um é como cada qual. e vice-versa. Isto tudo regado com um excelente Cartuxa (uma marca de que já não recordo o nome, ao certo), que se fez pagar com 10 euritos, mais um leite-creme (bera, 2 €) e um só café, tudo junto deu 36,20 €. Nada, mas mesmo nada, mau!

Este restaurante vale essencialmente por aquilo que é a essência, mais do que evidente, de qualquer sítio onde se come: a comida. Nisso, cinco estrelas, numa escala de roteiro Michelin. O tal bifinho Angus, mais acompanhamentos, em notas de zero a vinte merecia bem uns... 18; além da extraordinária qualidade da carne (20, porque não posso dar mais), o esparregado (de ervilhas?) estava excelente e as batatas eram... verdadeiras! Não provei o "tachinho", mas a minha companhia afiançou-me que a coisa merecia "um dez". Ora bolas. Bem, mas como eu conheço a sua tremenda esquisitice, e como sei perfeitamente que ela gosta é de luxo, aquele "um dez" vale, em circunstâncias normais, isto é, num sítio acessível, muito mais do que isso: talvez "um dezasseis" ou mesmo "um dezassete". Portanto, à moda dos testes, vem a dar "Muito Bom".

Eu cá, que como por regra munta poucachinho, despachei aquilo quase tudo (o restante foi ela quem aviou, e com elogios pródigos e um bocadinho proletários). Ora, portanto: uma sala exclusiva para fumadores, guardanapos de pano, bom serviço, um ganda bife e um vinhinho de se lhe tirar o chapéu... o que é que se pode querer mais desta vida?

Merece ou não merece o primeiro 4 estrelas deste "roteiro"?

Merece, é claro que merece. E recomenda-se.


Esta apreciação, bem como a cotacão atribuída, resultam de uma única visita e constituem a expressão de uma simples opinião, devendo por conseguinte ser consideradas como isso mesmo, opinião num artigo de opinião.